Amigos

terça-feira, 21 de abril de 2015

Visões da Lua

LUA

A lua é velhinha
de brancos cabelos,
de rugas de ouro e
e de olhinhos cegos.

Ergue-se do leito
das ondas do mar
apalpando espaços
para caminhar.

Anda pelo mundo
sem ver aonde vai
pois as estrelinhas
levam-na da mão

Em névoa envolta
há de se abrigar
pois como está velha
tem que se cuidar

Quando na alta noite
ruge o temporal
a lua entre as trevas
treme ao se ocultar

E assim que o mau tempo
abrandado está
mostra a sua face
e espalha o luar.

Luis Amado Carballo
Poesia Galega in  Poesia Galega das Origens à Guerra Civil
traduzida por Fábio Aristimunho Vargas

...............................................................................................

Depois que partiste

Depois , senhor, que partiste,
nada mais custo a esta vida.
Mudei, como a cheia lua;
Cada noite diminuo.

ZANG   JIULING  (678 -740)

in; Antologia da Poesia Clássica Chinesa
Traduzido por Ricardo Primo Portugal  e  Tan  Chiao


...............................................................

Bebendo sozinho sob a lua

Em meio ás flores a jarra de vinho
virar sozinho sem mais companhia
Erguer o copo à lua reluzente
e mais a sombra agora somos três
Contanto a lua não saiba beber
e em vão a sombra me devolva o corpo
por um momento seguem a lua e sombra
Todo prazer é só uma primavera
Eu canto e a lua flana tremulando
Danço e se soma a sombra redobrando-se
Despertos dividimos a alegria
depois de ébrios cada qual um caminho
Até não mais, desfeitos nós se apartam
rever-se um dia pela  Via Láctea.

LI  BAI   (701 -762)
in Antologia da Poesia Clássica  Chinesa
Traduzido por Ricardo Primo Portugal  e Tan Chiao


..................................................................................

Para completar uma música relaxante e um poema de Fernando Pessoa

28 comentários:

  1. Preciosas Visões da Lua en tres inmensas Poesías.
    Cada una de ellas deja de manifiesto el influjo de la Luna en nuestro ánimo, en nuestra inspiración...En nuestros Sentimientos.
    Como decía el escritor español, Bécquer:
    "En el majestuoso conjunto de la creacion, nada hay que me conmueva tan hondamente, que acaricie mi espiritu y dé vuelo desusado a mi fantasía como la luz apacible y desmayada de la luna."
    Un magnífico Post lleno de intensidad y fulgor.
    Abraços e Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Pedro Luis...a lua sempre é a nosso grande mistério e nossa grande inspiração... conheci recentemente
    a poesia do poeta galego e confesso fique surpreendida com a doçura de sua visão poética....em geral a lua é considerada uma deusa de beleza e sedução, mas se pensarmos bem ela é tão antiga quanto a Terra e parece um pouquinho perdida tão solitária no firmamento.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde
    Poemas de notável valor poético. Gostei muito
    .
    Desejo um bonito e feliz fim-de-semana.
    Estou por aqui:
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela presença e pelo comentário....a lua sempre nos suscita impressões poéticas.
      Um abraço

      Excluir
  5. Bonito, muito bonito; gostei demais dos poemas, são de lirismo inegável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI, VIVIANI, OBRIGADA PELA PRESENÇA E PELO COMENTÁRIO.
      UM ABRAÇO E BOA SEMANA

      Excluir
  6. Sempre tão decantado, esse nosso satélite, de nome tão suave, tão doce: LUA!
    São tantas as visões mas, para variar, a Guaraciaba, primorosamente, seleciona o que de melhor há, sobre
    cada tema, aqui tratados...Nota máxima, para os poemas...esse de Pessoa, com imagens e música foi um presente, nessa noite de sábado, 25 de abril!...Lindo, lindo!
    Meu abraço, boa noite,,,bom domingo"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lúcia... eu conheci a poesia galega há pouco tempo e fiquei surpresa com esta visão da lua...achei de doçura tão delicada que amei, diferente de tudo que já li, o poema chinês de poeta compartilhando vinho com sua própria sombra e a lua, embebedando-se ao luar também é lindo...(há uma tradução mais bonita feita por Cecília Meirelles, com tratamento mais poético que já postei anteriormente) Fogem um pouco a visão tradicional sedutora da lua.. Obrigada pelo lindo comentário e pelo estímulo para continuar buscando e partilhando coisas que gosto. Um abraço

      Excluir
  7. Guaraciaba, esses poemas levaram-me até a Via Láctea, nos braços do luar...
    Lindos!
    Paz Profunda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Shirley...como o poeta e com um copo de vinho à luz da lua fica fácil o caminhar...
      Obrigada , Shirley pelo comentário
      Um abraço e muita luz de sol e lua para te alegrar.

      Excluir
  8. Que delícia esse vídeo.!!!! Os poemas muito bem escolhidos, fico pensando o quanto a lua já inspirou poetas nesse mundo todo e o quanto ainda há de inspirar. Apesar de que hoje em dia poucos admiram o céu com lirismo... A lua estará sempre lá, para encantar e fazer nascer poesia em corações mais sensíveis e românticos. O último poema é Show!!! Adorei. bjs. Nada como a beleza do luar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lourdinha...a lua e seus encantos e sempre sua beleza fulgurante!....bela e solitária saudosa de algo que nos escapa . Lá no céu desde sempre.
      Um abraço

      Excluir
  9. Hoje, lhe trago os meus sinceros votos de uma ótima semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada, Viviani, sempre gentil.
      Um abraço, uma semana com muita harmonia.

      Excluir
  10. Lindos versos Guaraciaba,a lua faz parte das inspirações do poeta.
    bjs e obrigada pela visita.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carmen, é verdade, a lua é tema recorrente para todos nós...é uma jóia que Deus colocou no céu para enfeitar a Terra.
      Um abraço

      Excluir
  11. OI GUARACIABA!
    A LUA E O FASCÍNIO QUE EXERCE SOBRE OS POETAS, AQUI MUITO BEM RETRATADA.
    ÓTIMAS ESCOLHAS.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Zilani, embora fique sempre mais patente a lua e sua beleza é interessante ver ou sentir a impressão que ela causa em nós e muitas são as visões de que dela temos, as vezes um estranhamento, as vezes
      uma melancolia, uma saudade envolta em um querer ... sei lá!
      Um abraço

      Excluir
  12. Respostas
    1. Obrigada pela presença e pelo comentário.
      um abraço

      Excluir
    2. Obrigada pela presença e pelo comentário.
      um abraço

      Excluir
  13. Olá Guaraciaba,

    A encantadora lua inspirou-lhe uma linda postagem.
    Belo momento poético, acompanhado de um vídeo espetacular. Ouvir a deliciosa música, observando a lua e o movimento das águas do mar foi pra lá de relaxante.
    Gostei muitos das poesias, mas a primeira ganhou meu coração. Linda!

    A postagem é o reflexo de sua sensibilidade.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vera Lúcia....de fato, para mim também a lua da primeira poesia é surpreendente ,pois nunca pensei nela desse modo mas é muito doce e carinhosa visão. as duas poesias chinesas são belas mas acho que perde um pouco na dificuldade da passagem de uma forma de escrita para outra .
      Um abraço

      Excluir
  14. BOA NOITE GUARACIABA
    Passando conhecer seu blog. Parabéns pelo texto.A noite, cheia de mistérios, já rendeu bons poemas e vários namoros. Muitas declarações e muitas separações... Fascina, inspira, instiga.. Que noite incrível! Alguns poemas que falam sobre essa tal noite, cheia de surpresas! Aguardo sua visita. Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por sua visita e comentário.Vou visitá-la sem dúvida.
      Um abraço

      Excluir
  15. A lua e os seus encantos!
    Testemunha dos encontros e desencantos.
    A eterna companheira a alumiar a mais vasta escuridão.
    Como é bela esta nossa lua de tantos corações!
    Lindas postagens.
    Abraços!
    Mariangela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mariangela, não há como fugir dos encantos da lua, principalmente da plenitude da lua cheia...
      As almas românticas sentem no mais profundo da alma toda sua magia.
      um abraço e muitas inspiradas poesias que amo ler em seu blog

      Excluir