Amigos

sexta-feira, 5 de junho de 2015

M A R G A R I T A - Harvey Andrews

Uma linda canção de Amor... MARGARITA

Introdução:
This is the true story of my grand aunt,Annie Pearce. I changed,her  name purely so that it
would sing  better. She would serve me tea in her perfectly preserved late Edwardian house
and sometimes take me to the framed photograph ol her fiance. Nobody ever told her that
the image was gone.

Tradução; Esta é uma história real de minha tia-avó cega Annie Pearce.
Eu troquei seu nome puramente para que a canção soasse melhor.
Ela me servia chá em sua antiga casa em estilo  Eduardiano perfeitamente
preservada e às vezes levava-me até uma fotografia emoldurada de seu
noivo. Nunca ninguém lhe contou que a imagem havia sumido.

A Canção:

They're playing our song, Margarita
Dance it this last time with me.
It won't be long ,Margarita,
Soon I'll be overseas.
Let me know that you'll care
When I've gone over there,
They're playing our song ,Margarita,
Dance it this last time with me.

Kiss me again, Margarita,
Give me a memory of you.
They say in France, Margarita
One more push, we'll be through.
Yes, I'll write,  but where from?
All they'll say is "The Somme"
So kiss me again, Margarita,
Give me a  memory of you.

It's a new world, margarita,
We'll build when it's though
In that new world, Margarita
We'll be wed, me and you.

My old great aunt, margarita,
She'd been blind thirty  years,
Would tell of young Margarita
Of her man and her tears,
She would say, "He was tall
There's his picture on the wall"
My old great aunt Margarita
She'd been blind thirty years.

She  would ask " Is he smiling?"
I would stare at the frame
But the sun was there, shining
Through her window again.
Where that sun always shone
He had faded and gone,
But she would ask "Is he smiling?"
Iwoud say "He's the same"

Harvey Andrews


Sugestão de tradução; por Guaraciaba Perides

Estão tocando nossa canção, Margarita,
Dance esta última vez comigo
Não demora, Margarita,
Logo estarei além mar
Deixe-me saber que você se importará
quando eu tiver ido para lá
Eles estão tocando nossa canção, Margarita
Dance esta última vez comigo.

Beije-me de novo, Margarita
Dê-me uma lembrança de você
eles dizem na França, Margarita,
mais uma investida e estará terminada.
Sim eu escreverei, mas de onde?
Todos eles dizem que é "The Somme"
Então beije-me de novo, Margarita,
Dê-me uma lembrança de você

É um mundo novo, Margarita,
Nós construiremos quando isto terminar
Neste novo mundo, Margarita,
Estaremos casados, eu e você.

Minha velha tia-avó, Margarita,
estava cega há trinta anos,
Contava-me da jovem Margarita,
de seu homem e de suas lágrimas
Ela dizia "Ele era alto,
Lá está seu retrato na parede"
Minha velha tia -avó  Margarita
estáva cega há trinta anos

Ela perguntava "Ele está sorrindo?"
Eu olhava o quadro
Mas o sol estava lá, brilhando 
através da janela de novo.
Onde o sol sempre brilhou
Ele tinha descorado e desaparecido
Mas ela perguntava "Ele está sorrindo?"
Eu respondia "Ele está com sempre"

A canção cantada pelo próprio autor Harvey Andrews;



A imagem artística fica mais bonita em tela cheia...


Amores que   permanecem...





12 comentários:

  1. Ah...em certo ponto de vista, às vezes a cegueira pode ser uma bênção...assim como a ignorância, que preserva a ilusão de um paraíso possível. A doce velhinha, em seus sonhos, ainda via o belo homem a lhe sorrir, mesmo restando na parede apenas a mancha desbotada de onde tiraram o retrato. A vida interior pode ser bem mais rica que a realidade.
    Que bonito achado, querida amiga.
    Um feliz fim de semana pra vc!

    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ghost e Bindi...o sol desbotara o retrato mas a imagem do noivo amado permanecia para sempre jovem na alma de Margarita ...assim manteve-se vivo e eterno no coração. ..a música é linda. quis compartilhar.
    um abraço










    ResponderExcluir
  3. Que linda história poética Guaraciaba,essa sim é uma verdadeira lição de amor,mesmo
    cega Margarita via seu amado sorrir através de um retrato.
    Adorei.
    Bjs e obrigada pela visita.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carmen...eu fiquei encantada por essa história real e também pela música...eu conheci esta semana e corri para compartilhar.
      Um abraço

      Excluir
  4. Uma bela história numa bela poesia.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oI, Pérola , obrigada pelo comentário
      Um abraço

      Excluir
  5. Que riqueza de postagem! Obrigada por compartilhar Guaraciaba. Uma história linda. O amor que permanece pela força de um sorriso, embora que já tenha se apagado e que mesmo assim é fonte de vida e luz. Adorei. Simplesmente maravilhoso. bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lourdinha... a música é de grande sensibilidade e a gente vê que a vida sempre supera a ficção...quantas histórias reais maravilhosas ela pode escrever. Conheci esta música há pouco tempo e fiquei bem ansiosa por compartilhar.
      Um abraço

      Excluir
  6. Oi Guaraciaba, mas que história mais linda deste verdadeiro amor que supera tudo! Maravilhoso!
    Abraços, e uma linda tarde!
    Mariangela

    ResponderExcluir
  7. Oi Mariangela, é verdade, um amor que permaneceu para sempre na lembrança com o mesmo vigor da juventude.Também achei linda a música...
    Um abraço

    ResponderExcluir
  8. A história, na bela poesia, já apresenta imensa sensibilidade, tornando-se mais comovente na melodia da canção na bela voz do autor! Que beleza! Obrigada, por momento tão suave e tão rico de emoção, Guaraciaba...
    Meu abraço, bom final de semana!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Lúcia...eu gostei muito dessa música que conheci recentemente e achei oportuno pois ao longo da vida a gente vai percebendo que a vida conta histórias muito mais bonitas do que podemos imaginar. Obrigada.
    Um abraço

    ResponderExcluir