Amigos

sábado, 24 de novembro de 2012

República das Margaridas *


Silenciosas margaridas
Singelas e inodoras
Brotam em todos os lugares
Florescem por toda  parte
.............................................
Na faina diária constroem seu tempo
sorrindo, chorando, cozendo, tecendo,
fazendo seu filho, assando seu pão.
À margem da história, na roca dos sonhos,
desenham bordados, fiando ilusão.
Constroem castelos, elevam-se pontes,
consolam tristezas,curando feridas,
na lágrima oculta escondem a emoção.
No canto mais puro, no choro mais brando,
no riso mais claro, no escuro e na sombra,
elevam-se em prece, cultivam a oração.
....................................................................................
Brotam margarida por todos os  cantos,
de tempos remotos vicejam e se abrem,
enfeitam janelas, ocupam as praças,
nos cantos, nas frestas, à luz dos jardins...
E flores tão belas, transformam o medo,
cultivam a esperança, germinam mais fundo,
no amor e no sonho lideram seus pares,
destroem tiranos, desprezam temores
e acima dos reinos governam o mundo.

Guaraciaba Perides (2001)

*Sem conotação ideológica,República das Margaridas faz referência metafórica
às mulheres do povo em suas atividades ao longo do tempo e da história.


Para complementar como um exemplo,  apresento um vídeo com a música
Bread and Roses ( Pão e  Rosas) cuja letra foi originada de um poema escrito em              
1911 por James Oppenhein e publicado no The American Magazine ..O slogan
Pão e Rosas foi associado à greve  da Laurence Textil em 1912 na qual a participação
das mulheres trabalhadoras foi intensa.o poema denuncia as condições precárias de
trabalho e reinvindica  o atendimentos das necessidades das famílias.
Na década de 70 o poema foi musicado por Mimi Fari e se tornou um hino para os
direitos trabalhistas nos Estados Unidos e  em outros lugares (pesquisa Google)

10 comentários:

  1. Guaraciaba,
    Há combates que merecem hinos históricos, todos os elogios e todos os versos de todos os poetas.
    Há coragem em cada olhar das mulheres presentes e passadas que lutaram e ainda lutam pelo direito de viver livres.
    Gostei imenso da sua "República das Margaridas".
    Obrigada por partilhar tanta qualidade e despertar tão belas reflexões.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Só tenho uma coisa a dizer: Amo as margaridas!!!

    Guara-minha-Ciaba...

    bjsMeus
    Catita

    ResponderExcluir
  3. ENCANTADORES TEUS VERSOS POETISA, FALAR DAS FLORES É SEMPRE MUITO INSPIRADOR E PRAZEROSO. PARABENS PELA QUALIDADE DOS TEUS POEMAS E A SENSIBILIDADE QUE OS PERMEA.... ABRACO1S

    ResponderExcluir
  4. "Silenciosas,
    brotam
    e nascem
    em todos os lugares"

    Lindo o que pretende dizer!

    Maria Luísa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. agradeço aos novos e velhos amigos pelos comentários pois pela amizade desfrutada através de nossos sentimentos e reflexões alcançamos uma dimensão mais verdadeira de alma e coração.Em nome das Margaridas, vigorosas e belas que povoam o planeta ,obrigada.Merecemos pão e também rosas.
      Um abraço

      Excluir
  5. Lindo poema, Guaraciaba... Puxa, lindo demais! Você soube como poucos falar sobre essas fortes mulheres, usando a imagem das belíssimas margaridas como metáfora! Poema de 2001?! Fico imaginando que riqueza deve ser o seu acervo de histórias, contos e poesias... Parabéns de toda a minha alma, fique com Deus, Guaraciaba! Que Ele ilumine o seu talento por toda a eternidade. Cuide-se bem, cuide-se sempre!...

    ResponderExcluir
  6. Ola querida amiga,Parabéns pelo teu grande talento em escrever belíssimas poesias.Adoro margaridas,adorei o poema.Beijus....

    ResponderExcluir
  7. OI GUARACIABA!
    A POESIA EM SI, SÓ, JÁ ESTÁ LINDA COM ESTA ALUSÃO ÁS MULHERES TRABALHADORAS ENTÃO, FICOU UM ARRASO.
    MUITO TALENTO Á MOSTRA.
    ABRÇS


    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderExcluir
  8. Que delícia de poema, Guaraciaba...as doces margaridas desejam ser felizes, não querem ser cortadas de seus jardins, ao contrário das exóticas flores de estufa, cultivadas para serem removidas da terra e fenecerem em algum estéril ambiente.
    Um abraço!

    Nosso novo blog, com músicas de todas as gerações, visite-nos e seja nosso seguidor:

    http://dovinilaomp3.blogspot.com

    Com carinho,

    Ghost e Bindi

    ResponderExcluir