Amigos

domingo, 7 de fevereiro de 2016

Velhos Carnavais...

Nos velhos carnavais sempre  se cantavam músicas do arquétipo  do trio amoroso representado pelas figuras de Colombina, Pierrot e Arlequim.  Colombina, volúvel que deixava-se seduzir por Arlequim e Pierrot , amoroso que sofria de amor por Colombina...

O beijo de Arlequim   de Frank Xavier Leyendercker



MUITAS  MÚSICAS  FICARAM   FAMOSAS   E CANTADAS  SOBRETUDO  NO  CARNAVAL

PIERROT  APAIXONADO   (1935)   NOEL ROSA e   HEITOR   DOS  PRAZERES




MÁSCARA  NEGRA    DE   ZÉ   KÉTI  E  PEREIRA MATTOS  (1966)


cantando  DALVA  DE  OLIVEIRA


CONFETTI (1951)    com FRANCISCO   ALVES




NOITE   DOS   MASCARADOS    CHICO   BUARQUE   E    ELIS   REGINA




Com confetes, serpentinas, lança-perfume, fantasias coloridas e máscaras sofisticadas brincava-se
no Carnaval, de forma apaixonada e romântica.
Ciganas, odaliscas, sheikes árabes, baianas de muitos colares , reis e rainhas, faziam o minarete
carnavalesco...sonhava-se enfim. Uma vertente apenas de  muitos carnavais escolhi resgatar o mais romântico e  universal já existente : Colombina entre dois amores: Pierrot ou Arlequim?
Quem você prefere?

12 comentários:

  1. Guaraciaba, você é mestre em nos fazer reviver tão bem,
    certos episódios da vida... Mas, o carnaval, para mim não existe há muito. Moro
    numa chácara e daqui, nada ouço, nada vejo nem pela TV. Os valores mudam, não é?
    Mas, valeu, amiga!
    Beijos na alma!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Shirley, também não sou carnavalesca...gosto apenas pelo conceito. Por isso escolhi um tema universal muito apreciado .
      Um abraço
























      colombina e a dúvida de colombina entre ambos

      Excluir
  2. Guaraciaba,
    Obrigado por este recuo no tempo. Que viagem contagiante!

    Um beijinho :)

    ResponderExcluir
  3. Oi A. C. , obrigada ...dos velhos carnavais sobrevive a alegria incontida do povo brasileiro, mesmo com crise, dengue e suas sequelas. O romantismo talvez não exista mais, mas mesmo como lembrança dá um toque universal que todos entendemos.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  4. Oi Guaraciaba, como é bom relembrar os velhos carnavais, de tantas alegrias!
    Agora, já não gosto nem de passar perto!
    Muito boa postagem, gostei muito!
    Abraços,
    Mariangela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mariangela, para dizer a verdade, nunca fui de carnaval...gosto muito das músicas e das letras que encantaram e perduraram. Talvez o povo use o Carnaval como uma válvula de escape para as frustrações do dia a dia e o governo saiba bem disso.
      Um abraço

      Excluir
  5. É sempre um encanto vir aqui e ver suas publicações.
    Adorei amiga Guaraciaba.
    Bjs,obrigada pela visita e um bom dia com alegria.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Carmen, obrigada. Fico feliz de você já estar na ativa.
    Um abraço e muita saúde , paz e amor.


    ResponderExcluir
  7. Respostas
    1. Oi, Gigi...Obrigada. Paz e Amor sempre!
      Um abraço

      Excluir
  8. Ah, Guaraciaba... que saudades dos meus carnavais-rsrs.
    Fiquei aqui ouvindo e cantando junto.
    Me vi nos salões de minha cidade do interior. Aquilo, sim, era carnaval! O romantismo imperava.
    Todas as músicas postadas fizeram parte dos meus carnavais.
    Obrigada por este momento saudosista, mas sem nostalgia, pois meus carnavais foram muito bem aproveitados.

    Obrigada pelo carinho lá no meu Recanto.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vera Lúcia, são músicas lindas,não?...músicas com letras maravilhosas que fazem
      dos antigos Carnavais momentos memoráveis. O trio da Colombina, Pierrot e Arlequim é fascinante .
      Um abraço

      Excluir