Amigos

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

HISTÓRIA DA MÚSICA POPULAR BRASILEIRA parte XVII

Continuação...

VANGUARDAS:

A linha de experimentação da MPB foi impulsionada com êxito em São Paulo a partir da
década de 80. A partir do Festival Universitário da TV  Cultura despontou com sucesso Arrigo
Barnabé, pianista e compositor paranaense  que lançou em 1980, o LP Clara Crocodilo, uma
ópera rock com estrutura baseada no dodecafonismo (influência que há algum tempo circulava
apenas nos limites da música erudita) e le tras que parodiavam a linguagem das histórias em
quadrinhos.  Seu segundo LP, Tubarões Voadores, de 1984 recebeu o prêmio de melhor disco
do ano pela revista francesa Jazz Hot.  O trabalho de Arrigo se estendeu às salas de concerto,
aos festivais de jazz, ao cinema e ao teatro.  Posteriormente seu irmão Paulo Barnabé levou
as idéias do irmão para o campo do Punk  Rock, com sua Patif Band e duas vocalistas que
trabalhavam com Arrigo partiram para outras linhas de investigação: Vânia Bastos e Tetê
Espíndola.


Outros movimentos novos da Vanguarda Paulistana foram revelados com características
muito próprias, como por exemplo, Itamar Assumpção, que criou músicas, que mesclavam
o samba, o funk e o reggae.Seus três discos foram independentes. Com a Banda Isca de Polícia
 gravou "Beleleu, leléu" em 1980,  "Às próprias custas S. A." em 1983 e "SAMPA Midnight" em 1986.

Outro grupo de Vanguarda,  O RUMO,, estreou em 1981, com o disco do mesmo nome, desenvolvendo um trabalho entre o samba de breque e o rap, com poesia e irreverência. O
grupo Rumo procura explorar a musicalidade da fala.

Outros grupos ainda como "Premeditando o Breque! e "Língua de Trapo" desenvolveram uma
vertente mais satírica desse momento da música  paulistana.


SERTANEJO;

Com relação à música  sertaneja ou de raíz dos anos 60, ela  também começou apresentar
variações e influências.
Entre  60 e 70, o aparecimento de Sergio Reis e Renato Teixeira, agitou o mundo sertanejo.Em
1960, ainda, o genial violeiro de norte de Minas Gerais, Tião Carreiro, inventa o pagode caipira,
misturando samba, coco calango na roda ( na definição de outros tocadores e do contemporâneo
Tião Azevedo.

Nos anos 80, surgiram a dupla mineira Pena Branca e Xavantinho  e adequando sucessos da MPB
à linguagem da viola, Almir Sater, violeiro sofisticado que  passeava entre as modas de viola e o
blues. A guinada para o country music com a adoção de instrumentos eletrificados e formação de
grandes bandas deu-se com o grande sucesso da dupla Chitãozinho e Xororó em 1982.
A eles seguiram-se outras duplas de sucesso, cada vez mais direcionadas para o romantismo
pop herdado da  Jovem Guarda, como Leandro e Leonardo e Zezé Di Camargo e Luciano.

Os anos 90, marcaram a convivência de dois segmentos musicais oriundos dos gêneros rurais,
os mencionados sertanejos pop, voltado para os grandes mercados internacionais e o dos novos
caipiras, músicos saídos das universidades dispostos a trabalhar  a música "raiz".Estes criaram
um circuitos de gravadoras independentes e apresentações teatrais entre São Paulo e Belo Horizonte,
já se irradiando até o Rio de Janeiro. Os detonadores desse movimento foram Renato Teixeira
e Almir Sater. Entre os nomes mais expressivos dessa nova geração de instrumentistas estão os
compositores mineiros Roberto Correa, Ivan Viola, Pereira da Viola, Chico Lobo e o paulistano
Miltinho Edberto.

 Festival de 1979. Música Infortúnio de Arrigo Barnabé




Itamar Assumpção:


Do grupo Rumo : Carnaval do Geraldo 







De Renato Teixeira a maravilhosa  "Romaria"




No Rancho Fundo com Chitãozinho e Xororó.




Cio da Terra  de Pena Branca e Xavantinho


E para terminar uma das das mais lindas  , com Almir Sater "Tocando  em Frente"





Assim encerro este trabalho sobre um Breve  Histórico da Música Popular Brasileira que ems linha
bem gerais abrange os principais movimentos do século XX.  Muitos estudos ficaram de fora, pois há em cada gênero uma infinidade de variações regionais e seus   cantores , que merecem estudos de grande abrangência. O universo musical brasileiro é muito rico e pode-se dizer que é o que temos de melhor.

O principal material bibliográfico
 fica aqui relacionado;
Coleção História da Música Popular Brasileira- ABRIL  CULTURAL (1970, )
Coleção História da Música Popular Brasileira (Grandes Compositores  ABRIL CULTURAL(1973)
Coleção Nosso  Século - Editor Abril - volumes 1, 2, 3, 4,5.
Coleção História da Vida Privada no Brasil  Volume 3 (República da Belle  Èpoque à Era do Rádio)
Texto de Nicolau Sevcenko: " A capital irradiante.Técnica, Rítmos e Ritos do Rio( cap.7)
Editora Companhia das Letras.-1988
Projeto Apoteose ao Samba- textos de Nei Lopes e Tárik de Souza in Apoteose ao Samba
Projeto História da Musica Popular Brasileira Período Colonial I e II
organizado por Ricardo Kanji e texto de Paulo Castagna
No tempo de Noel Rosa- Almirante edit. Francisco Alves 1977
Tropicália: a história  de uma revista musical de Carlos Calado - Edito 34  -1977
Chega de Saudade de  Ruy Castro   Editora Cia das letras
Tropicália, Alegoria, Alegria de Celso Favaretto
A Canção popular Brasileira
 de Maria Vasco- Edit .Francisco Alves  (2002)
Música popular Brasileira  Hoje - Folha Explica  (2002)  org, por Arthur Nestroviski.

Agradeço a possibilidade de poder ilustrar com vídeos do youTube

A história já caminhou bastante e muita novidade já apareceu...vamos ver o que vai ficar para a história.

28 comentários:

  1. Obrigada amiga Guaraciaba por nos compartilhar esses momentos.
    Bjs e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Carmen... consegui terminar o que me havia proposto dentro do espaço, graças a Deus.
      Um abraço , paz e amor em sua família linda.

      Excluir
  2. Nossa querida amiga,que excelente e bela postagem....Parabéns e mais parabéns......Meu enrme abraço.SU

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Suzane. pela gentileza.
      Um abraço e Feliz Natal!

      Excluir
  3. Boa tarde amiga
    Feliz Natal!
    abraço amigo!
    Se desejar visite meu site. www.mariaalicecerqueira.com.br
    Obrigada!
    Maria Alice

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,Maria Alice, obrigada. Acompanho você no face- book mas vou visitá-la no site.
      Um abraço . boas Festas nas bençãos de Deus.

      Excluir
  4. Ótimo final de semana!!!!!!!!!! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gigi...felicidade sempre.
      Um abraço, paz e Amor!

      Excluir
  5. Quanta história, quanto tempo, Guaraciaba. Bom relembrar tantos nomes que, realmente, estavam esquecidos.
    Trabalho gigantesco para nos brindar com tantas lembranças.
    Beijo e um domingo de Paz Profunda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Shirley, imagine a riqueza do cancioneiro nacional...somente pílulas dos variados gêneros ficando de fora tantos artistas e sem contar todo o folclore. Já existe atualmente livros e livros pesquisando o assunto .
      um abraço, Paz Profunda, uma meta.

      Excluir
  6. Respostas
    1. Oi Gigi, tempos ensolarados na expectativa do Natal...boas Festas!
      um abraço

      Excluir
  7. Guaraciaba,
    Conseguiu surpreender-me, não conhecia a maioria dos nomes. Parece que estou a precisar de uma reciclagem, no que à MPB diz respeito. :)
    Grato!

    Um beijinho :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, A. C. , na verdade os primeiros mais antigos, década de 80, muitos ainda a serem descobertos (rs)...Deles, eu acho que você gostaria de conhecer o pessoal do grupo RUMO
      da vanguarda paulistana que ainda cantam e produzem...Luís Tatit, Ná Ozetti, Miguel
      Wisnick, etc, que possuem letras muito interessantes.(Tatit e Wisnick, são professores
      que pesquisam a conexão entre a palavra falada e o canto na língua portuguesa, trabalho acadêmico de profundidade.
      Itamar ,já falecido, conhecido no circuito vanguardista de São Paulo, , deixou um trabalho muito bonito. Ricardo Teixeira e Almir Sater Violeiros de renome possuem musicas com letras maravilhosas representam o nosso povo rural com elaboração intelectual e são bem apreciados no mundo musical. Procure conhecer e acho que você vai gostar porque são poesias puras.
      um abraço







      Excluir
  8. Olá Guaraciaba,

    Estive aqui à tarde deste domingo, ouvindo as músicas.
    Agora, volto para parabenizá-la pelo brilhante trabalho, digno de nota.
    Gostei muito de acompanhar a rica história da nossa música popular, muito bem resumida e narrada.
    Amo, em especial, as duas últimas músicas.

    Despeço-me, agora, de nosso convívio por este ano, agradecendo-lhe as sempre amáveis visitas e comentários.

    Desejo a você e familiares um abençoado e feliz Natal e um 2016 pleno de realizações felizes e muito sucesso em seus empreendimentos. Saúde, Paz e muitas felicidades.

    Ótimas festas!

    Até breve!

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vera Lúcia, obrigada...agradeço também ter podido usufruir de suas postagens tão lindas visualmente e tão profundas nas mensagens de reflexão , de onde sempre saio enriquecida . Um Feliz Natal e Um Novo Ano de Saúde, Esperança e Paz e projetos abençoados por Deus!
      Um abraço

      Excluir
  9. Que lindo Guaraciaba.
    É muito bom recordar. São tesouros que não podemos esquecer!
    Te agradeço por tudo que nos presenteou durante o ano!
    Um grande abraço e beijo!
    Mariangela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mariangela, obrigada... para mim foi bem prazeroso. Cada um de nós que nos visitamos , de certa forma ,compartilhamos nossos sonhos , nossos prazeres e nossa poesia...e isto nos enriquece. É o que sinto quando visito o seu blog e me identifico em suas poesias, tão lindas e verdadeiras nos sentimentos em consonância com a natureza.
      Obrigada. Um Feliz Natal!
      Um abraço

      Excluir
  10. Abençoado Natal, Guaraciaba!!!!!!!! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gigi, você que espalha gentileza e amizade receberá com certeza toda a Benção do menino jesus!
      um abraço com muito carinho.

      Excluir
  11. Oi Guaraciaba,obrigada pela visita e comentário em meu blog.
    Desejo a você um Feliz Natal e um 2016,repleto de Saúde,Amor,Fé Esperança e Paz.
    Bjs com carinho.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada Carmen... Um Natal pleno de amor e esperança por um mundo melhor em 2016.
      Um abraço que possa abranger toda sua família.

      Excluir
  12. Aprende-se tanto por aqui.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pérola, obrigada...a idéia é apenas divulgar e estimular conhecer melhor o cancioneiro brasileiro.
      Um abraço e Feliz natal, cheio de Amor e Paz!

      Excluir
  13. Querida Guaraciaba, boa noite!
    Quanta variedade cabe nesse país imenso.São músicas para todos os gostos, numa liberdade total de criação que, assim como gera obras dignas dos deuses, também deixa que se criem aberrações que fazem doer os ouvidos dos mais sensíveis. Mas como dizes, vamos ver o que permanece... que a história faça justiça a quem merece.
    Desejamos a você um doce Natal. Agradecemos todas as palavras carinhosas que nos endereçou, toda a atenção e amizade durante este ano inteiro. Nos sentimos honrados com sua presença, e a convidamos para continuar nos visitando sempre, pois isso nos dá muita alegria.
    Abraços com carinho
    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ghost e Bindi, obrigada...faço minhas as sua palavras. Que seja Santo o nosso Natal, repleto de boas energias e com o Bem prevalecendo sempre em nossas vidas. Um 2016 construindo esperanças renovadas, com saúde paz e Amor. Amigos para sempre!
      Um abraço

      Excluir
  14. Ando atrasada, mas venho!...e nem poderia deixar de apreciar essa última postagem desse extraordinário trabalho acerca da MPB, com material suficiente para fundamentar uma bela tese de doutoramento: Parabéns, doutora Guaraciaba! Confesso que não vi/ouvi todos os vídeos de hoje, mas eu volto!(vou ver agora a postagem de ontem, que já que tem rsrs...)
    Meu abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, lúcia, bondade sua...foi somente um trabalho de divulgação cultural que realizei em
      2003 baseado na compilação de dados da bibliografia acima citada.
      a pesquisa original possuía um arquivo diferente de músicas porque não havia youtube e tive que utilizar o gravador e imprimir as letras das músicas com os dados de datas de gravação. Ficou um pouco diferente ... foram cinco aulas de divulgação cultural que ministrei na PUC de São Paulo direcionado para Terceira Idade.
      Um abraço

      Excluir