Amigos

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Comme ci, Comme ça...*

Foi no tempo dos "Afonsinhos"**
Como  diria Vovó
Numa tarde de sol quente
Debaixo de uma mangueira
à sombra que se fazia
que eu sonhei com você...
Você no sonho sorria,
sorria com olhos e dentes,
trazendo um coração ardente
que de fogo consumia
Muito amor de fazer dó...
E eu da vida contente
falei só de brincadeira
que queria o sol e a lua
e um par de asas ligeiras
para conseguir voar...
Você me olhou firmemente
como se me quisesse dar
tudo aquilo que eu pedia...
Mas,como nem tudo é ´possível,
disse-me apenas sorrindo:
-Feche os olhos ,pequena,
e faça um gesto, menina,
e assim, comme -ci, comme -ça
Vamos sair pelo mundo
E neste sonho amar...

Guaraciaba Perides


* comme -ci, comme -ça.. em francês, assim , assim...uma das traduções encontradas entre outras.

** Tempo dos Afonsinhos:expressão antiga que significa em tempos remotos.







Até Pensei...música de Chico Buarque:




E assim...assim....comme-ci, comme -ça  A valsinha de Chico Buarque.




Feliz Dia dos Namorados...



31 comentários:

  1. eu já disse que te amo hoje ?!

    beijinho no seu coração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida Isabel, filha minha, está dizendo agora, mas pode repetir, repetir, repetir... que eu gosto!
      Um beijo de mel!

      Excluir
  2. Muito romântico.

    Gosto muito

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada, Pérola, uma brincadeirinha romântica ´para brindar os namorados. ou enamorados, pela vida.
      um abraço

      Excluir
  3. Oi Guaraciaba,adorei esse Come-ci e Come-ça.
    E viva o amor.
    Bjs e obrigada pela visita.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carmen, um comme-ci, comme-ça, romântico para brindar os enamorados, pois o momento do namoro é inequecível..
      Um abraço

      Excluir
  4. Bom dia ♡♡♡
    Bom gosto amiga com as musicas bem
    escolhidas e´assim mesmo comme-ci comme-ça
    Abraços com carinho!

    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rita...agora que te conheço melhor , através do face book, sei também que é uma pessoa que tem
      gosto pela vida e é também romântica...fico contente de ter recebido seu comentário sobre as músicas
      que gosto tanto.
      um abraço

      Excluir
  5. Olá Guaraciaba,

    Desconhecia que a expressão "Tempo dos Afonsinhos" significava tempos remotos e também desconhecia esta tradução de " comme -ci, comme -ça". Aliás, nunca tinha visto tal expressão francesa. Aqui, além de poesia e boa música, ainda tem cultura geral-rs.
    Não conhecia a primeira música de Chico Buarque ('Até Pensei'). A valsinha conheço desde que me entendo por gente-rsrs.
    Lindos os versos.
    Uma bela e romântica homenagem ao Dia dos Namorados.

    Ótimo domingo e feliz semana.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vera, são duas expressões que conheci na infância e juventude...meu pai se referia a uma expressão que a mãe dele costumava usar (minha avó) quando queria dizer que uma coisa acontecera há muito tempo ...no tempo dos Afonsinhos. Comme-ci , comme-ça aprendi no ginásio na aula de francês (no tempo em que se aprendia francês no ginásio). usava com o significado de mais ou menos,depois fui verificar no google e achei também "assim , assim", etc.
      Assim utilizei os elementos de antiguidade , linguagem, juventude , namoro, valores existenciais que permanecem em nosso espírito e memória para homenagear os namorados e os amores ...coisa boa da existência.
      Um abraço

      Excluir
  6. Que lindo poema, Guaraciaba, cadenciado, gostoso de ler.
    Beijo...Luz, Vida e Amor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Shirley...que bom que você gostou, afinal ,o amor é a causa mais importante da vida e tem sim que ser celebrado.
      Um abraço e muita luz no seu caminho!

      Excluir
  7. Oi Guaraciaba,passando para lhe desejar um ótimo inicio de semana.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Carmen, pela gentileza.
      Um grande abraço.

      Excluir
  8. Magnífico Poema lleno de musicalidad, sensibilidad y armonía.
    Me ha encantado lo de Tempos Afonsinhos.
    Siempre es un placer leer tanta cosa bonita.
    Abraços e Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Pedro Luis pelo comentário. Minha avó utilizava muitas expressões do tempo dos seus avós
      portugueses e que permaneceram na memória dos familiares e que remontavam à história e lendas de Portugal...coisa de cerca de cinco gerações no mínimo. do tempo dos Afonsinhos (rs)
      Um abraço

      Excluir
  9. Tempos pincelados na memória! lindo, abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ives...misturam-se os tempos, no real e no fictício e brincamos com a memória.
      Obrigada pelo comentário.
      Um abraço

      Excluir
  10. OI GUARACIABA1
    QUE LEGAL, TROUXESTE EM TEU TEXTO UM "QUÊ" DE PASSADO.
    ABRÇS
    -http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi, Zilani...um quê de passado e bem passado (rs) fictício e real ao mesmo tempo.
    um abraço

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Os seus poemas são sempre um primor, Guaraciaba...assim, delicadamente, os enamorados se tratam (ao menos no início, não é, rs...). Ah, o amor no tempo dos Afonsinhos, talvez tivesse menos pressa, mais tolerância, mais encanto...enfim, os rios correm, os tempos também, só o que não pode mudar é o respeito e o amor pelos outros.
    Um carinhoso abraço!

    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ghost e Bindi, obrigada por comentar....os amores adolescentes sempre eram muito bonitos pois movidos pela ilusão e fantasia...eu fico pensando na tristeza de se ter perdido a capacidade de sonhar e qual vai ser a ilusão que vai sustentar e mover o mundo ...com relação ao tempo dos Afonsinhos expressão usada pela minha avó que aprendeu dos seus próprios avós eu penso que não devia ser tão tolerante , perdemos de um lado e ganhamos de outro e o mundo continua...
      Um abraço

      Excluir
  14. Quando vi as expressões francesas, logo lembrei-me do francês do e as que mamãe por vezes usava, educada que foi em colégio de irmãs francesas (as de Caridade de S.Vicente de Paulo)...Que linda poesia, que lindas modinhas, valsas se criava nos tempos idos...Muito bom, revisitar, fazem falta...(ainda bem que há registros!)..
    Abraço, Guaraciaba...e obrigada, pelas delícias aqui "servidas" !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lúcia, estava esperando o seu comentário,pois somos da mesma geração e tivemos as mesmas experiências...eu tive uma excelente professora de francês que realmente se empenhava que até hoje trago na mente a lembrança dos poemas e das peças de teatro que ela ensaiava...uma professora maravilhosa...quanto às expressões antigas da minha avó...muitas eu conheci através do meu pai...minha avó utilizava expressões portuguesas pois foi criada pelos seus avós portugueses, no final dos 1800...
      "há mouro na costa" para algo suspeito e "moura torta" para bruxa, etc. Uma delícia de conhecer ...
      um abraço

      Excluir
  15. Bom dia de domingo, vim te visitar e deixar
    um salmo pra vc, tenha um bom começo de semana

    Nem olhos viram ,nem ouvidos ouviram ,nem jamais chegou ao entendimento humano ,o que Deus tem preparado para aqueles que o amam.
    ( I Coríntios 2:7-9)

    Bjuss com carinho

    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rita, obrigada pela lembrança...assim seja!
      um abraço e muita luz e paz no seu caminho.

      Excluir
    2. Oi, Rita, obrigada pela lembrança...assim seja!
      um abraço e muita luz e paz no seu caminho.

      Excluir
  16. Que poema doce Guaraciaba. Fico pensando quanta ternura pode caber em um coração, e o seu tenho certeza que é assim terno. Ainda mais com essa declaração de filha. Que lindo. Adorei o vídeo do Chico Buarque , sou fã. bjs.

    ResponderExcluir
  17. Que poema doce Guaraciaba. Fico pensando quanta ternura pode caber em um coração, e o seu tenho certeza que é assim terno. Ainda mais com essa declaração de filha. Que lindo. Adorei o vídeo do Chico Buarque , sou fã. bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lourdinha, obrigada.. a poesia é uma brincadeirinha de faz de conta. E o Chico, você sabe , entende da alma feminina como ninguém...A valsinha poderia ter sido composta por uma mulher.
      Um abraço
      Guaraciaba Perides.

      Excluir