Amigos

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

G A V E T A S

Um tema recorrente em minha adolescência,
grandes tesouros guardados dentro delas!
uma coleção de selos, estranhas figuras
de estranhos lugares...
Mensagens ingênuas num álbum de menina...
Um missal delicado com dedicatória do
padre confessor...uma fita amarela da
cruzada infantil...passaporte para místicas
procissões.
Flores de seda, lenços perfumados.
retratos escondidos, flâmulas e postais
que levavam ao sonho de existir.
Peças de vitral que foram aos poucos
compondo minha alma e meu jeito de ser,
minha paisagem interior...
Depois, outros lugares, outros motivos,
foram abrindo outras gavetas
dentro de mim...
Passado tanto tempo, vi na expressão
de um  grande artista,*
transpondo para a pedra em escultura
o tema da gaveta em nossa alma,
pois que com zelo e arte esculpiu
Uma figura feminina
comportando gavetas em seu corpo...
 e em cada uma delas, talvez trouxesse,
um seu guardado, um  escondido de amor.
quem sabe um sentimento
que na expressão mais pura,
ficaria para sempre na memória,
na lembrança da mulher de pedra.

Guaraciaba Perides


* Salvador Dali - artista surrealista.

27 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada, Antonio...são lembranças guardadas na memória
      Um abraço

      Excluir
  2. Quantas lembranças guardamos dentro das gavetas.
    Muito lindo amiga Guaraciaba.
    Obrigada sempre pela visita e comentário.
    bjs
    Carmen Lúcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carmen...é verdade.As nossas lembranças mais puras são as do início de nossos sonhos.
      Um abraço

      Excluir
  3. Que bela inspiração você teve ao contemplar essa escultura... Fez você abrir as gavetas do passado e lembrar muitas passagens de sua vida. O poema ficou lindo, Guaraciaba.
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Shirley, obrigada. Fiquei pensando que toda a minha geração possuia guardados como esses em gavetas , particularmente o famoso álbum de recordações no qual ficaram registrados os escritos de nossas colega de escola e amigas com seus votos de amizade e felicidade...eu tenho o meu até hoje, meio desconjuntado mas firme com nomes de meninas e meninos que vivem para sempre na gaveta do
      meu coração.
      Um abraço

      Excluir
  4. Que delícia de texto... Quanta coisa me veio à mente!!! Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Maria José...penso que todas nós quando meninas de várias gerações temos os nossos guardados em gavetas emocionais e emeninas continuamos arquivar as nossas experiências....
      Um abraço

      Excluir
  5. Amiga texto maravilhoso amei.
    bom final de semana feliz carnaval
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Nequéren pela visita e comentário. Vou visitá-la para conhecer o seu blog.
      Paz e Amor
      Um abraço

      Excluir
  6. OI GUARACIABA!

    SOMOS MESMO PORTADORAS DE PEQUENAS GAVETAS, COMPARTIMENTO, NOS QUAIS DE FORMA ARRUMADINHA, GUARDAMOS, ALEGRIAS, SOFRIMENTOS, ENFIM TUDO QUE PASSAMOS DE BOM OU D RUIM, POIS SOMOS FORJADOS POR NOSSAS VIVÊNCIAS...
    LINDO AMIGA.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Zilani...será que esta foi a proposta de Dali?.quando em uma exposição das obras de Dali ,conheci a escultura da mulher com gavetas imediatamente me identifiquei com ela, essa particularmente, pois existem outras em vários materiais e posições.,mas essa eu acho a mais bonita..Gosto muito de alguns trabalhos de Dali e em escultura , uma que aprecio muito é o" rinoceronte rendado".Vou pensar no asssunto (rs)
      Um abraço

      Excluir
  7. Vim desejar um final de semana cheio
    de muita alegria, um bom carnaval se gostar, bom feriado
    e uma semana repleta de realizações
    Um abraço com meu carinho de sempre

    Bjuss de agradecimentos

    •°*”˜˜”*°•.ƸӜƷ ✶*¸.•*´✶♥ Rita!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rita, obrigada...eu sou muito tranquila...nunca fui grande entusiasta do carnaval mas gosto dos feriados porque dá oportunidade para ficarmos juntos com familiares e lazer conjunto é sempre bom...é um belo descanso..
      Tudo de bom para você e que haja alegria , paz e amor no seu convívio.

      Excluir
  8. Que artista!
    Se dali o diz em escultura, os seus versos o dizem em sentimento, Guaraciaba!
    As gavetas servem para guardar... e os versos para revelar (a quem sabe ler)...
    Abraço!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Dulce obrigada pela visita. e pelo comentário...em tempo, gosto mais de acompanhar o seu trabalho no seu blog porque fica mais intimista....eu fico um pouco perdida no face devido a grande quantidade de trabalhos nos diversos grupos e fica mais difícil de encontrar os trabalhos individuais, mas deve ser bem divertido e gratificante encontrar tantas afinidades de pensamentos e sentimentos criativos.Muito bonito mesmo...parabéns! mas invista mais no seu blog para atender os intimistas (rs).
    Gosto muito do seu trabalho!
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Guaraciaba!
      O meu blog é a minha casinha e sempre será a minha prioridade :)
      Mudei de endereço há vários meses para poder, justamente, conservá-lo mais intimista :)
      Porém, participo em vários outros espaços, porque aceitei divulgar um pouco mais o que escrevo.
      Muito obrigada pela sua leitura!
      É uma honra contar com a sua presença e sinto-me muito lisonjeada que goste dos meus modestos rabiscos.
      Outro abraço!

      http://crazy40blog.wordpress.com

      Excluir
  10. Olá Guaraciaba!
    Obrigada pela presença amiga no meu blog. Tenho estado ausente por questões de saúde e não só. Adorei o seu poema. Fez-me recordar também a minha meninice e adolescência...guardar segredos em gavetas! A escultura é magnífica. Dalí foi um génio que continua a inspirar muita gente.
    Um abraço amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Maria Emília pela gentileza...espero que em breve já esteja livre para nos brindar com seus trabalhos de arte de tão bom gosto.
      Um abraço

      Excluir
  11. Olá Guaraciaba,

    Bela escultura de Salvador Dali. Bem inspiradora! Remete-nos, mesmo, às gavetas de nossa alma, onde costumamos guardar 'lixos' ou jóias inesquecíveis.
    Gostei muito do seu texto poético, reportando-se às gavetas em ambos os sentidos.

    Muito obrigada pelos amáveis cumprimentos.

    Ótimos dias.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vera Lúcia...é verdade...em nossas gavetas nem tudo são flores (rs),,, mas às vezes até alguma mágoa guardada pode servir para alguma reflexão e se pudermos lapidá-la quem sabe pode ser útil para outras experiências...o "lixo" tem que ser descartado, limpar as gavetas e colocá-las em ordem dá um trabalho danado, mas depois sobra espaço para outras lembranças ,quem sabe , mais amáveis.
      Um abraço Vera, paz e amor!

      Excluir
  12. Oi querida Guaraciaba
    Obrigado pelo carinho! Depois de um repouso para recarregar as baterias, estamos aqui pra deixar um abraço apertado, com cheirinho de mar e de mato, e um desejo bem grande de muita paz e alegria.
    Beijos!

    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, obrigada e Feliz Regresso com muito amor e carinho!

      Excluir
  13. Guara,
    Que texto gostoso de ler... pois vai nos levando de volta nas lembranças!
    Que bom que compartilhou... e que as novas gavetas sejam arrumadas e cheias de coisas boas!
    Um bejim pra você, minha querida!

    ResponderExcluir
  14. Oi,Amehlia!...que bom que você gostou!...toda mulher tem desde menina suas gavetas de "recuerdos". o duro é mantê-las sob controle (rs)
    Um abraço ( acho um encanto o seu blog...e o carinho que você coloca nele).

    ResponderExcluir
  15. Que belo texto de se ler. Realmente acredito que somos iguais a uma caixinha, cheia de compartimento e surpresas saindo em cada uma delas.
    Abraços,
    Sandra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sandra, obrigada pela visita e comentário.
      Um abraço

      Excluir