Amigos

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

PERSEVERANÇA * ( sonetos de Camões)

O tempo acaba o ano, o mês e a hora
A força, a arte, a manha, a fortaleza;
O tempo acaba a fama e a riqueza,
O tempo o mesmo tempo de si chora;
O tempo busca e acaba o onde mora   
Qualquer ingratidão, qualquer dureza;
Mas não pode acabar minha tristeza,
Enquanto não quiserdes vós, Senhora.
O tempo claro dia torna escuro,
E o mais ledo prazer em choro triste;
O tempo, a tempestade em grão bonança.
Mas de abrandar o tempo estou seguro
O peito de diamante, onde consiste
A pena e o prazer desta esperança.
...................................................................

-Que esperais, esperança?   -Desespero.
-Quem disso a causa foi?    -Uma mudança.
-Vós, vida, como estais?     -Sem esperança.
-Que dizeis, coração?          -Que muito quero.
-que sentis, alma, vós?        -Que amor é fero.
-E, enfim, como viveis?      -Sem confiança.
-Quem vos sustenta, logo?  -Uma lembrança.
-E só nela esperais?             -Só nela espero.
-Em que podeis parar?        -Nisso em que estou.
-E em que estais vós?          -Em acabar a vida.
-E tende-lo por bem?-           -Amor o quer.
-Quem vos obriga assim?     -Saber quem sou.
-E quem sois?                       -Quem de todo está rendida.
-A quem rendida estais?       -A um só querer.

Luís de Camões   (1524? -1580)

* In LIVRO DAS VIRTUDES  - uma antologia de  William  Bennett  - no tópico
Perseverança.

Para complementar o vídeo com poema de Camões cantado pela inesquecível
Amália Rodrigues.


sobre Perseverança.

_

22 comentários:

  1. Soneto e música lindíssimos.
    Uma reflexão para pensarmos:
    "O tempo acaba a fama e a riqueza"
    Maravilhoso!
    Bjs amiga Guaraciaba.
    Carmen Lúcia-mamymilu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI, Carmen, obrigada. Camões tem belíssimos sonetos de amor e é verdade que o tempo que a tudo modifica não pode modificar o amor quando ele é de fato verdadeiro.
      Um abraço

      Excluir
  2. Difícil espera aquela, de se esperar pela espera que outro alguém espera. O Tempo dirá se valeu a espera no peito de diamante.
    Difícil comentar Camões.
    Muito bonito .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi, Lourdinha...é verdade e você fez um belíssimo entrelaçamento das esperas dos amantes.Aquele amor que supera o tempo e permanece fiel no inquebrantável sentimento, vale a pena da espera e permanece no eterno.
      Um abraço

      Excluir
  3. OI GUARACIABA!
    CAMÕES EM SUA SABEDORIA, NOS DIZENDO EM VERSOS QUE, APESAR DE IMPLACÁVEL, O TEMPO, SUCUMBE FRENTE A ESPERANÇA QUE SE GUARDA NO CORAÇÃO...
    LINDO DEMAIS.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Zilani.. .. realmente, o amor verdadeiro faz da espera a sua razão de ser e sobrevive além da força do tempo através nem que seja pelas lembranças. Drummond dizia "tanto mais antigo \ quanto mais amor"....belos poetas!
      Um abraço

      Excluir
  4. É preciso reviver o sonho
    e a certeza de que tudo vai mudar.
    É necessário abrir os olhos e perceber
    que as coisas boas estão dentro de nós
    onde os sentimentos não precisam de
    motivos nem razão para amar nossos irmãos.
    O importante é aproveitar o momento
    e aprender o quanto a vida é breve
    para deixar em brancas nuvens tudo ,
    que poderemos ser
    útil e amorosos nessa vida.
    Se não houve amor ,que as verdadeiras amizades
    continuem eternas e tenham sempre um lugar
    especial fazendo morada em nossos corações.
    Que eu seja para sempre nem ,
    que seja uma lembrança porém te peço
    nunca esqueça da nossa linda amizade .
    Eu deixei na postagem um mimo ,
    que é para vc uma lembrança minha.
    Se aceitar ficarei grata e feliz.
    Se for de outra forma ,
    que prevaleça para sempre nossa amizade.
    Um feliz e abençoado final de semana.
    Carinhosamente deixo beijos no seu doce coração.
    Evanir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Evanir....obrigada pela linda mensagem de afeto.Amigos são as melhores dádivas da vida. Um dia seremos todos irmãos. Um abraço.

      Excluir
  5. Todos sabemos isso tudo que Camões colocou dessa forma única. Ah! O Tempo, implacavelmente algoz...
    Querida amiga, beijos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Shirley, obrigada pelo comentário. de fato os poetas nos deliciam com palavras perfeitas que nos revelam os sentimentos que parecem ser somente nossos mas que contudo pertencem a toda humanidade.
      Um abraço

      Excluir
  6. Quando o legado é de valor, não há nada que o apague...Quase meia dúzia de séculos e aí temos Camões, sempre atual, nos sentimentos, na poesia amorosa...Trazer Amália, cantando Camões, é confirmar que a perseverança deve estar sempre a nos acompanhar, por todos os tempos.Amém!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Lúcia, é verdade! Eu não conhecia estes sonetos , gostei muito e também me surpreendi com sua quase modernidade deixando claro que conceitos como o tempo, o amor e sobretudo a perseverança na espera são
    eternos para a humanidade.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  8. É para mim uma honra acessar ao seu blog e poder ver e ler o que está a escrever é um blog simpático e aqui aprendemos, feito com carinhos e muito interesse em divulgar as suas ideias, é um blog que nos convida a ficar mais um pouco e que dá gosto vir aqui mais vezes.
    Posso afirmar que gostei do que vi e li,decerto não deixarei de visitá-lo mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Aproveito para lhe desejar um feliz Natal e um Ano-Novo cheio de felicidades.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se ainda não segue pode fazê-lo agora, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.
    Que a Paz de Jesus esteja no seu coração e no seu lar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Antônio pela gentileza da visita e comentário. Já visitei o Peregrino e Servo e observei identidade de formas de ver o mundo e a magnífica obra de Deus. Tomei a liberdade de adicioná-lo através do face book. Possamos todos unidos trabalhar por um futuro melhor.Feliz Natal em Cristo.
      Um abraço

      Excluir
  9. Boa noite querida Guaraciaba! Que relíquias esses sonetos...que precisão em expressar o que sentia e pensava o poeta, que maestria em lidar com as palavras...
    Linda lembrança a sua de trazer estas obras hoje em dia tão esquecidas.
    Uma feliz semana, abraços!

    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
  10. Ola querida amiga,sonetos de Camões são uma preciosidade,portanto dignos de estar em teu precioso espaço.O vídeo escolhido para acompanhar esta beleza ,só poderia ser extraído de teu costumeiro bom gosto.Lindo demais....Beijo.SU

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Suzane, quem não gosta de falar e de sentir amor? Amália Rodrigues a fadista mais querida de Portugal conseguiu cantar lindamente um dos poemas mais conhecido de Camões; "alma minha gentil que te partiste/ tão cedo desta vida descontente/ repousa lá no céu eternamente/ e viva eu cá na terra sempre triste..........." Uma jóia da língua portuguesa.
      Obrigada pelo comentário
      Um abraço

      Excluir
  11. Ghost e Bindi...obrigada. Eu encontrei estes sonetos e não os conhecia e achei tão interessante a sua construção que achei que deveria divulga-los pois se trata do amor humano em sua escolha mais perfeita, em união de seres e de almas que o tempo não pode destruir.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  12. Olá Guaraciaba,

    Que preciosidades!
    Foi, sem dúvida, uma oportunidade ler estes sonetos de Camões, que não cheguei a conhecer. De fato, uma construção fantástica.
    Por coincidência, é o segundo blog que visito hoje que traz um poema cantado por Amália Rodrigues.

    Bela e rica postagem.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vera Lúcia...achei estes poemas num livro chamado Livro das Virtudes que trabalha as virtudes que devem ser desenvolvidas no ser humano ao longo de seu crescimento ,portanto um livro com poemas, contos ,fábulas, discursos de vários autores que exortam as qualidades de amor filial, coragem, amor à pátria, perseverança , princípios éticos, etc. para educação de crianças. Originalmente um livro com autores estrangeiros dos séculos XIX e XX foi ampliado na edição brasileira com autores nacionais.Eu gosto demais desse livro (em dois volumes) e imagino como seria importante ser utilizado na educação dos alunos atualmente.Entretanto hoje somente para adultos ...talvez.
      Um abraço e obrigada.

      Excluir
  13. Olá Guaraciaba,obrigada pela visita e comentário.
    bjs amiga
    Carmen Lúcia-mamymilu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Carmen....seus versos me encantam porque fazem parte do nosso mais profundo da alma feminina.
      Um abraço

      Excluir