Amigos

quarta-feira, 1 de maio de 2013

O AMOR NA VOZ FEMININA *

 Na postagem anterior verifiquei posteriormente que
o trabalho foi feito levando em conta o pensamento
Masculino sobre o tema.- O amor em suas nuances
Achei, então, que deveria fazer o mesmo, dando
voz às mulheres poetas, falando de amor...
....................................................................................

.
" Amo-te quanto em largo, alto e profundo
Minhalma alcança quando, transportada,
sente, alongando os olhos deste mundo,
Os fins do Ser, a  Graça, entressonhada
Amo-te em cada dia, hora e segundo
À luz do sol, na noite sossegada
E é tão pura a paixão de que me inundo
Quanto o pudor dos que não pedem nada.
Amo-te com o doer das velhas penas;
com sorrisos, com lágrimas de prece
E a fé da minha infância, ingênua e forte.
Amo-te até nas coisas mais pequenas
Por toda a vida. E , assim, Deus o quisesse,
Ainda mais te amarei, depois da morte."

Elizabeth  Barrett Browning - Soneto
com tradução de Manuel Bandeira

......................................................................................


"Se todas as tuas noites fossem minhas
Eu te daria, Dionísio, a cada dia
Uma pequena caixa de palavras
Coisa que me foi dada sigilosa

E com a dádiva nas mãos tu poderias
Compor incendiada a tua canção
E fazer de mim mesma, melodia.

Se todos os dias fossem meus
Eu te daria, Dionísio,  a cada noite
O meu templo lunar, transfigurado e rubro
E agudo se faria o gozo teu."

Hilda Hilst- POEMA X   de Ode Descontínua e
Remota para Flauta e Oboé de Ariana para Dionísio
Do livro "Júbilo, Memória, Noviciado da Paixão"
.........................................................................................



"Em ti o meu olhar fez-se alvorada
E a minha voz fez-se gorjeio de ninho,
E a minha boca rubra apaixonada,
Teve a frescura pálida do linho

Embriagou-me o teu beijo como um vinho
Fulvo de Espanha, em taça cinzelada,
E a minha cabeleira desatada
Pôs a teus pés a sombra dum caminho"

Florbela Espanca ( fragmento do Soneto "Realidade"
................................................................................................


Eu quero um amor Feinho
Amor feinho não olha um pro outro.
Uma vez encontrado é igual fé,
não teóloga mais.
Duro de forte, o amor feinho é magro, doido  por sexo,
e filhos tem os quantos haja
Tudo que não fala , faz
Planta beijo de três cores ao redor da casa
e saudade roxa e branca
da comum e da dobrada.
A mor feinho é bom porque não fica velho
Cuida do essencial, o que brilha nos olhos é o que é
Eu sou homem você é mulher.
Amor feinho não tem ilusão
o que ele tem é esperança
eu quero um amor feinho."

Adélia  Prado  -AMOR   FEINHO
......................................................................................................


Cecília Meireles falando sobre o AMOR:

" O Amor...
É tão difícil para os indecisos,
É assustador para os medrosos
Avassalador para os apaixonados!
Mas, os vencedores no amor  são os fortes
Os que sabem o que querem e querem o que têm!
Sonhar um sonho a dois, e nunca desistir de ser feliz,
é para  poucos!
...............................................................................................................



Para completar a música tristíssima e belíssima de Violeta Parra que  lastima
a ausência do amado .

11 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada Lico por seu comentário.Um abraço.

      Excluir
  2. Oi Guaraciba
    Lindos textos, cheios de amor e paixão.
    Bjos.
    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI, Luciana, obrigada por seu comentário.Estou sempre atenta ao seu blog e gosto muito de sua facilidade de comunicação.
      um abraço

      Excluir
  3. Para mim, os dois lados são de grande peso,
    ao cantarem o amor: a visão masculina e a feminina.
    Certamente, pela criteriosa escolha dos poetas\poetisas.
    Mesmo admirando as "estrangeiras", destaco o "amor feinho"
    de Adélia Prado (uma graça!)e a sábia Cecília Meireles, quando
    diz: "Sonhar um sonho a dois e nunca desistir de ser feliz, é para poucos".
    Como sempre, o complemento da música, de\ e com\ Violeta Parra, ficou perfeito.
    O amor, é mesmo lindo, seja na visão masculina ou feminina. Adorei, Guaraciaba,
    um abraço. Bom domingo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, eu tinha uma certa idéia preconcebida a respeito das mulheres falando de amor...eu tinha a impressão de que os homens representavam a teoria enquanto as mulheres eram a representação prática do amor, daí as queixas, a materialidade do amor personalizado, ciúmes, abandono,sensação de desgosto, etc...
      Mas, ao longo de algumas leituras que fiz durante a semana eu me surpreendi com muitos textos diferentes dos que já conhecia e percebi que na verdade eu tinha uma impressão equivocada, pois se as mulheres são sensuais, também podem ser "clássicas" num sentido mais literário. O Amor Feinho, eu não conhecia, foi uma alegre surpresa. Violeta Parra...eu conheci recentemente a discografia completa e me impressionei com o sentido trágico de algumas músicas ...Se você não viu o filme " Violeta foi para o céu" eu recomendo...é impressionante a vida dessa artista.
      Um abraço

      Excluir
    2. Só agora, li a sua resposta. Como é interessante, a gente indo modificando os nossos conceitos...aí, os "pré", ficam para trás, vamos evoluindo, à medida que se avança nos conhecimentos dos temas...
      Obrigada, pela recomendação do filme "Violeta foi para o céu", vou procurar.feliz
      Uma produtiva e feliz semana, amiga, e o meu abraço.
      Lúcia

      Excluir
  4. Minha alma ficou inundada com todo esse romantismo. Lindo, Guaraciaba! Beijos e ótima semana!

    ResponderExcluir
  5. Obrigada Shirley...que bom que você gostou das escolhas .Procurei diversificar desde amor "clássico" , ao sensual, ao cotidiano,etc, mas amor é sempre amor.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  6. Nossa querida amiga,quanta beleza,quanto romance,quantos sonhos emanados por estas preciosas poesias.....Lindo demais... Tenhas uma especial semana e deixo aqui um grande abraço.SU

    ResponderExcluir
  7. Obrigada Suzane...de beleza você entende, pois constrói a sua toda semana.
    Um abraço

    ResponderExcluir