Amigos

terça-feira, 19 de março de 2013

Carinhos

Um olhar, um sorriso, um gesto,
uma roupa pendurada no varal
Um perfume após o banho,
um abraço, um aperto de mão.
Um bolo assando no forno,
um presente, uma festa, um beijo;
Um pensamento, uma lembrança,
um café, uma flor.
Não custam muito e fazem bem ao coração...
Uma rede balançando na varanda
um aconchego, um cafuné,
uma risada e uma canção.
Uma camisa bem passada,
um cuidado, uma saudade,
um amigo e um violão.
Não custam muito e fazem bem ao coração...

Guaraciaba Perides (2001)


Para integrar o texto,como não lembrar do querido Vinícius de Moraes cantando o Cotidiano com
Toquinho...Quanta saudade!

12 comentários:

  1. Guaracianamiga


    Vogando pela blogosfera, sem rumo definido, encontrei-te no blogue da Lúcia Paiva. Vim até cá – e gostei. Foi uma boa dica. Se não tivesse gostado, também to dizia. Sou pão, pão, queijo, queijo; ou como na tropa aprendi: serviço é serviço; conhaque é… conhaque.

    Vou a caminho dos 72 aninhos. Sou virgem (20/09/41, para efeitos de prenda…) mas tenho, temos, a Raquel e eu, três filhos, três noras/filhas, quatro netos e uma neta. E vamos fazer 50 anos de casado – ai o que eu tenho sofrido para aguentar tamanha cruz… Bodas de ouro? Nada, não. Na verdade, bodas de felicidade.

    Gosto de ser brincalhão e brejeiro com quem mo merece – e mo permite e me responde no mesmo tom. A minha Travessa do Ferreira (http://aminhatravessadoferreira.blogspot.com ) pode ser o exemplo do que adoro gozar: enfim, sou um velhote que persiste em ser jovem… da cabeça… de cima.

    Como aqui vim e como Amor com Amor se paga, espero por ti, pelos teus comentários e pela tua (per)seguição. O mesmo já aqui fiz, ou seja: já faço parte dos teus seguidores. Podes entrar na minha Travessa que então será também tua. Isto é, nossa. Não pagas portagens, não te cobro impostos, incluindo o IVA a 23%.
    Peço-te desculpa deste escrito que é maior do que a légua da Póvoa; mas tentei meter o Rossio na rua da Betesga e aqui está o desastroso resultado. Enfim, eu sou realmente assim, maluco e orgulho-me de o ser. Sou mais de prosa, mas gosto também de poesia e de quando em vez faço umas quadras, uns sonetos, ou seja coisas do antigamente…

    Qjs = queijinhos = beijinhos


    _________________
    NB – Este texto é estereotipado. Não tinha, nem tenho, nem teria tempo de o escrever a cada um, um por um. Mas não entendas isto como falta de consideração ou despautério. Mas posso assegurar-te que quando se é reformado é quando se trabalha mais. E ainda: um jornalista nunca se reforma – no papel, sim, na mentalidade, nunca.



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Henrique, de fato, assim que se faz, pão,pão e queijo, queijo(rs)
      Somos da mesma geração, cheios de sonhos e idealismos...alguns se realizaram (graças a Deus), outros estão a esperar.Mas a nossa geração já não envelhece como antigamente, senão não teríamos Caetano Veloso,
      Chico Buarque, Gilberto Gil,Fausto Bordallo
      e outros tantos que ainda produzem e estão na ativa, ativos.
      Agradeço a us presença e o comentário e vou de imediato conhecer o seu blog...Em tempo, também tenho uma família unida com pessoas de afinidades
      amorosas e amigas: um excelente marido, três filhos ,um neto de seis anos e uma nora, todos muito queridos.
      Pronto, já me apresentei.
      Um grande abraço

      .

      Excluir
  2. Pois é, Guaraciaba. Todos os gestos de carinho são fáceis e fazem tanto bem! A quem recebe e também a quem os dá.
    São simples e eficazes e dizem por vezes bem mais que mil discursos.
    Abraço!

    => Crazy 40 Blog
    => MeNiNoSeMJuIz®
    => Pense fora da caixa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dulce, na verdade, são essas coisas simples que dão o toque de felicidade...a cumplicidade amorosa que independe de luxo e riqueza de
      bens materiais.
      Um abraço

      Excluir
  3. Tão bom, cada gesto do cotidiano, cada carinho, cada alegria. Um texto intimista, familiar, amoroso, cheio de vida...a se completar na bela canção! Delicioso!
    Meu carinho, num abraço.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Lúcia, quando cultivamos esse bem estar amigo e amoroso,penso eu, que a felicidade é possível,porque prescinde de grandes ambições.Quanto à música de Vinicius, além da melodia ela tem uma letra maravilhosa na transcrição do cotidiano.Vinícius sempre!
    Um abraço

    ResponderExcluir
  5. Boa noite minha linda, poesia e musica bonitas
    adorei , palavras doces
    Abraços com carinho
    Rita!!!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Guaraciaba Perides !
    Versos e lições de vida, tão belos,
    só poderiam nascer desse imenso
    coração, e alma, privilegiados.
    Um abração, querida amiga.
    Sinval.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sinval, obrigada pelo comentário...nós seres humanos estamos em constante aprendizado e um dia chegaremos lá.

      Um abraço

      Excluir
  7. Boa tarde amiga
    Hoje vim informar que endereço do meu blog mudou http://mariaalicecerqueira.blogspot.com.br/
    E também agradecer pelo carinho de sua presença lá no meu cantinho, muito obrigada.
    Querida pedir desculpas pela minha ausência, mas tem sido por conta de estar na luta em busca de uma editora para editar meu livro.
    Agradeço a compreensão!
    Tenha um lindo fim de semana
    Com carinho Maria Alice

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Maria Alice, obrigada pela visita.Também tenho notícias de seus trabalhos via blog e facebook sempre com mensagens edificantes.Boa sorte nos seus projetos.
      Um abraço

      Excluir