Amigos

sábado, 8 de dezembro de 2012

Cantiga de lembrar (Quando foi? )*

Quando  foi que o menino sorriu,
Quando foi que disse "mamãe"
quando foi que pediu uma história
quando  foi que dormiu no seu colo
quando foi que correu p'ro seus braços...
Quando foi?
Quando foi que a menina sorriu
e cantou a canção de ninar,
vestiu a boneca -bebê
e alegre se pôs a dançar...
Quando foi?
Que vestiu uma roupa bonita
que a mamãe lhe comprou p'ro Natal,
pulseira de ouro e fita,
convidou o  papai p'ra passear
Quando foi?
quando foi que crianças tão ricas
de sonhos de felicidade,
acreditavam no mundo
da fantasia em realidade...?
Quando foi?
Quando foi que as crianças viveram
seus sonhos com olhos de  heróis...
Quando foi?


Guaraciaba  Perides (2012)

* Lembranças de nossas crianças, de seus sonhos e de suas fantasias
quando brincavam como heróis e heroínas  em novelas de suas autorias.Lembrança de
meus filhos , (uma menina  e dois meninos) hoje adultos e de  seus brinquedos pela
casa e um pouco de mim mesma, pois me lembro ,muito bem, que aos seis anos,eu
tinha como um segredo bem guardado, que eu podia voar...podem sorrir porque vocês
talvez também se lembrem.

8 comentários:

  1. Há heróis que se fazem num momento...anjos que por anos viveram em charcos, descobrindo sua vocação em um ato de heroísmo extremo...pessoas comuns, que se mostraram corações fraternos quando necessário...assim é a vida, assim somos nós, feitos de muitas nuances, mas sempre necessitados de amor.
    Obrigado pelo seu carinho em nosso blog, Guaraciaba! Um lindo domingo pra vc.
    Abração

    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
  2. Olá Guaraciaba,

    Lindo este poema. "Quando foi que as crianças viveram seus sonhos com olhos de heróis. Quando foi?" Na verdade parece que todos nós adultos e crianças, não somos mais heróis nem bandidos, somos apenas vítimas. Talvez só nos reste mesmo as recordações. O mundo mudou por que nós mudamos também.Embora sentindo saudades de outros tempos.Somos levados a seguir a massa.
    Linda a sua reflexão.
    Grande abraço.
    Adoro te ler.


    ResponderExcluir
  3. Como lembro! Lembro de mim criança, com os meus irmãos, das brincadeiras, cheias de fantasias, de possibilidades...até voar! Lembro do único filho, pequenino, crescendo,em cada detalhe da infância bem vivida. Tão bom, relembrar! Obrigada!

    Boa semana. Forte abraço, da Lúcia

    ResponderExcluir
  4. Querida amiga
    Vim agradecer sua carinhosa presença lá no meu cantinho.
    Eu vim também lhe oferecer dois selinhos, um de 700 seguidores e o outro com o desejo de Feliz Natal.
    http://www.mariaalicecerqueira.com/
    Abraço muito amigo
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  5. Tenho também destas saudades.
    Obrigada por esta poesia sintonia.

    ResponderExcluir
  6. OI GUARACIABA!
    QUEM NÃO TEM GUARDADA BEM NO FUNDINHO DO CORAÇÃO COISAS DE NOSSA CRIANCICE, SE MISTURAM UM POUCO COM AS DE NOSSOS FILHOS, SIM, POIS ESTÃO ADORMECIDAS, MAS, BASTA UMA LEMBRANÇA COMO ESTE TEU BELO TEXTO PARA ISTO VIR À TONA.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada a todos pelos comentários.A criança que fomos mora sempre dentro de nós , muitas vezes adormecida.Mas, basta olharmos novas crianças crescendo e ela também se reconhece e vibra com as novas descobertas como se fossem as nossas reencontradas.
      Um abraço

      Excluir