Amigos

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

ARES DA ÁFRICA

Ares da  África- metáfora para influência da cultura  africana em diversas regiões do mundo; particularmente em países  onde  se sofria o processo doloroso do trabalho escravo africano.Ao longo dos séculos foram   se entrelaçando com  culturas  nativas ou de colonização e se tornaram patrimônio cultural   de grande importância, nas artes, na música ,na dança, na religião.

No Brasil, para exemplificar, temos a Capoeira, misto de dança, música e luta .

Capoeira

Capoeira, vem de longe
Vem na poeira do tempo
Vem nas ondas do oceano
Vem dos mistérios da África
Capoeira vem...
Vem dos caminhos humanos
Capoeira, luta ou dança
Veloz ao vento, dolente canto
capoeira
Capoeira vem...
Vem com leveza e graça
Vem com violência contida
Vem com alma, vem com fé
Na capoeira da vida

Guaraciaba Perides  (2010)
..................................................................................................................................................

Nos Estados Unidos  a influência na música foi também bastante forte, como por exemplo, os spirituals compostos por escravos anônimos e que se situam dentre as canções mais belas e pungentes." Combinando elementos de música africana com temas do Velho Testamento, expressam a fé digna de todo um povo   apesar da condição de vida precaríssima" (Livro das Virtudes Antologia de William J. Bennetti)


Postarei dois vídeos para exemplificar, um brasileiro de Capoeira e um norte americano com  um spiritual cantado por Louis Armstong.



12 comentários:

  1. Guaraciaba, gostei desta postagem! Já conhecia a capoeira mas não sabia isso tudo!
    Quanto aos seus versos, Lêem-se ao ritmo da música de capoeira. Muito belos.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dulce, obrigada...sempre acompanho suas postagens e as entendo, em francês e em inglês também. Gosto muito mas comentar só em português porque não tenho fluência na escrita estrangeira.A sua poesia me fala à alma e os seus
      contos compartilhados muito bons de acompanhar...a dívida foi surpreendente.Um abraço

      Excluir
  2. Olá , passei pela net encontrei o seu blog e o achei muito bom, li algumas coisas folhe-ei algumas postagens, gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns, e espero que continue se esforçando para sempre fazer o seu melhor, quando encontro bons blogs sempre fico mais um pouco meu nome é: António Batalha. Como sou um homem de Deus deixo-lhe a minha bênção. E que haja muita felicidade e saude em sua vida e em toda a sua casa.
    PS. Se desejar seguir o meu blog,Peregrino E Servo, fique á vontade, eu vou retribuir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita, pelo apoio e sobretudo pela benção.Suas palavras me sensibilizaram.Terei o maior prazer de seguir o seu blog.Um abraço

      Excluir
  3. A tristeza da escravidão gerou frutos na arte...porque na dança e na música, aquelas almas encontraram conforto para continuar vivendo.

    Um abraço querida amiga, e obrigado por nos visitar!

    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário, realmente para nós brasileiros,nossa cultura é ríquissima de influências indígenas, africanas e portuguesas, que fizeram de nós o que
      somos basicamente como nação...depois vieram pessoas de todas as partes do mundo com suas presenças e presentes, na
      língua, na culinária, nas crenças, etc, etc,etc... e aqui estamos nós!Um abraço

      Excluir
  4. Gosto muito das danças e músicas de origem africana, sendo a capoeira uma delas. As escolas públicas, aqui no Ceará, têm desenvolvido essa verdadeira arte com seu alunos, nas atividades chamadas de "extra-classe". Eles se interessam muito, ninguém falta ás rodas de Capoeira. É bonito, isso! (Têm o "atrativo" que aulas "comuns" parecem não terem,acho, nos últimos tempos...pela falta de motivação, perdem o interesse).
    Meu marido, viveu muitos aos em Angola,(era de Goa,Índia) e todos os anos, já morando aqui em Fortaleza,após termos vindo do Rio de Janeiro, gostava de ir ao desfile de blocos, no Carnaval, para assistir aos grupos de Maracatú... dizia que o "batuque" dos tambores, lembrava África. Gosto também da chamada "música negra" americana.
    Os dois vídeos, são fantásticos. Obrigada, pela linda matéria. A poesia, é linda! Parabéns. Forte abraço, bom domingo, Guaraciaba.

    P.S: Você sabia, que no Ceará tem uma cidade de nome Guraciaba do Norte?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lúcia, sempre fui encantada pela capoeira, com a cadência perfeita da música com a agilidade dos seu passos.Eu acho que a escola explora pouco os nossos recursos
      culturais para motivar os alunos e em nível de ensino fundamental seria o caminho ideal para inseri-los no contexto escolar.Teríamos que fazer uma reestruturação profunda na organização escolar e na grade disciplinar para motivar alunos e professores,fazer da convivència uma ligação efetiva e afetiva que deixasse saudade como as antigas escolas deixaram.Descobri que tem também "Guaraciaba" além e
      da do Norte, no Paraná (a do Sul)e em Minas Gerais.
      Um abraço

      Excluir
  5. É interessante vermos a cultura de um povo mesclando-se com outra, impondo-se, lutando para manter-se viva e não deixar as tradições apagarem-se. A arte é universal, a música, a dança, a pintura, são todas parte de uma linguagem que fala diretamente à alma de todos. Parabéns pela postagem. Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário .Então,Paulo, o que acho mais importante da interpenetração das diferentes culturas é que ´resultado é sempre um novo produto ,rico e original,embora se reconheçam as partes que o compõe.
      Um abraço

      Excluir
  6. Olá Guaraciaba
    Quanta beleza e riqueza verdadeiras você
    nos mostra aqui em seus Sonhos e Reflexões.
    Venho também agradecer a você a riqueza
    que leva ao mundo poético da Lira Atemporal
    e do Bestiário Alagoano toda vez que você nos visita.
    Parabéns. Não posso mais sair daqui!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Iremar, obrigada pelo comentário.Sempre passo pelo seu blog, mas se não me engano você ficou algum tempo sem editar.Espero que continue postar os belos trabalhos
      de profundidade inquestionável como é de seu costume.
      Um abraço

      Excluir