Amigos

terça-feira, 7 de setembro de 2010

NO PAÍS DE ALICE



No país de Alice
há um chapeleiro louco,
uma rainha despótica
coelhos paranóicos
cartas de baralho que fazem a defesa do Castelo.
Um gato que ri ... que ri (?)
à sua vã filosofia.
Há um jardim onde se pintam flores
afinal, é um país surrealista
onde tudo é muito grande 
e ao mesmo tempo tão pequeno ...
mirabolantes sensações de êxtase perene,
mirabolantes planos, dentro de outros planos
fazem surtar aqueles que esperam
a cada dia um novo plano
multifacetado de outras opções ...
nunca se viu um país, como o país de Alice
país de sonho, onde se sonha muito, 
mas enquanto sonha ...
sempre persiste a sensação da fina lâmina 
do "corte-lhe a cabeça" 
Alice, no país das maravilhas,
onde "qualquer semelhança é mera coincidência"
matéria de analista ou coisa e tal ...

Guaraciaba Perides (setembro de 2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário